Takes sobre East-West Shrine Game

0
140

Neste último sábado tivemos o East-West Shrine Game, que envolveu seniors que não foram chamados para o Senior Bowl que acontecerá neste sábado (27).
É um jogo importante, pois dá oportunidade para prospectos menos badalados entrarem no radar dos times.
Vamos a alguns takes sobre o jogo deste último final de semana, vencido pelo West por 14-10.

Daurice Fountain ganha espaço

Vindo da pequena Northern Iowa da segunda divisão, o WR já havia chamado atenção durante os treinos da semana. No sábado teve uma performance sólida, com 3 recepções para 61 jardas (incluindo uma de 38 jardas) e um ótimo retorno de punt de 30 jardas. Nome para ficar atento no dia 3.

JT Barrett mostra liderança, mas fica a dever em campo

Líder da história da Big Ten, JT foi elogiado a semana inteira por sua liderança e trabalho duro. Mas em campo provou aquilo que já imaginávamos: Seu jogo é limitado para o próximo nível, com problemas de processamento mental lento. Fora do sistema de Ohio State, ele vira um peixe fora da água. E como sabemos, peixes fora da água não vivem muito.

Chris Worley será um bom LB na NFL

Apesar de não ter todas ferramentas físicas disponíveis, Worley mostrou alto nível. Velocidade para dropar sua zona e reagir a corrida, boa técnica de tackles e saída de bloqueios consistente. Ele precisa com urgência de massa muscular, mas deve ter garantido seu nome no dia 3 do Draft.

Poona Ford é bom demais para o Shrine Game

Simplesmente dominante a semana inteira, o DT do Texas mostrou esta num nível de competição acima do Shine Game. Foram 4 tackles e um sack, além de vários problemas a OL adversária. No próximo final de semana o veremos no Senior Bowl e ai sim poderemos realmente medir seu stock.

Brian Allen e Tony Adams são bons OL’s que você deve prestar atenção

O center de Michigan State Brian Allen demonstrou capacidade de dominar o miolo da linha adversária por vários momentos, mostrando mobilidade para ir no segundo nível e força contra o pass rush.
Já Adams que vem de North Carolina State, tem força a agilidade, fazendo pulls com qualidade. Contra pass rushers internos não demonstrou dificuldades, com destaque para o bom trabalho de mãos.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorKyle Meadows vs Florida (2017)
Próximo artigoQuenton Nelson vs Miami (2017)
Head Coach no Football nacional desde 2009, torcedor do Denver Broncos desde que viu Terrell Davis fazer miséria no Super Bowl XXXII (Migh High Salute!). Apaixonado por Scouting e Draft, ama também a Isabel, MMA, Star Wars, Chaves e o Coringão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here