5 Safeties para ficar de olho no College

0
154

Hoje trazemos 5 safeties que voce deve ficar de olho nessa próxima temporada do College Football. Fique ligado!

Derwin James – Florida State
Numero: 3
Peso: 96kgs Altura:1,91

Estrela no High School, James já chegou conquistando a posição de titular em sua primeira temporada em 2015, conseguindo números expressivos como 91 tackles 4,5 sacks, 2 fumbles recuperados e 2 forçados.
No segundo jogo da temporada seguinte quando fazia uma belo jogo contra Ole Miss, tendo inclusive interceptado Chad Kelly, acabou lesionando o joelho e perdendo o restante da temporada.
Jogador alto e seguro contra o jogo corrido, tackleia bem e tem facilidade em jogar próximo ao box sendo produtivo no pass rush. Tem boa impulsão e quebra bem passes, apesar de ainda não ter mostrado um bom conjunto de ball skills.
Em alguns momentos demonstra baixa disciplina tática e morde o play action ou a corrida, deixando sua zona livre.
Fora de campo, é considerado um jogador exemplar tendo acompanhado o time em todas as viagens mesmo após a lesão na temporada passada.

Ronnie Harrison – Alabama
Número: 15
Peso: 97 Kgs Altura: 1,91

Recrutado na Florida, mais um grande jogador formado na defesa de Alabama por Nick Saban. Harrison vai para seu junior year , após ter se tornado titular no ano passado, quando conseguiu 86 tackles e duas interceptações, sendo uma retornada para touchdown contra Tennessee.
Protótipo do safety moderno, gosta de jogar perto do box e é extremamente agressivo contra o jogo corrido e o screen game. Tackleia com segurança e tem facilidade em antever as movimentações (foi quarterback também no High School), sempre estando no ângulo correto para parar os corredores. Tem boas mãos e jogando em zone consegue defletir muitos passes.
Não tem uma velocidade de elite e seu footwork precisa ser melhor trabalhado, o que causa uma certa dificuldade na marcação man. Tem também o hábito de segurar a camisa do adversários antes da bola chegar para disputa, o que pode acabar ocasionando faltas de pass interference.
Fora de campo, é apontado como um líder na secundária, monitorando e ajudando os jogadores mais novos. Em 2 anos no College Football esteve em duas finais de campeonato nacional, conquistando o de 2015.

Jordan Whitehead – Pittsburgh
Número: 9
Peso:86 Kgs Altura: 1,80

Nascido na Pensilvânia, foi muito disputado durante o seu recrutamento por Ohio State e Penn State, mas acabou optando pelos Panthers de Pittsburgh. Terá um junior year de recuperação, pois perdeu 4 jogos na temporada passada por uma lesão no braço incluindo o Bowl contra Northwestern.
Na temporada passada mesmo com as lesões, teve 65 tackles, 1 fumble forçado e uma interceptação retornada para touchdown contra Virginia. Também contribuiu no ataque como RB e WR. Demostra grande potencial nos times de chutes, fazendo cobertura.
Apesar de não ser dos jogadores mais fortes e altos, tem um bom tackle, velocidade de elite para posição e um poder de reação acima da média. Tem facilidade em coberturas man e pode facilmente jogar como nickel na marcação do slot.
Pelo seu tamanho, acaba se complicando um pouco contra bloqueadores maiores como TE’s, além de ter dificuldade em cobrir na redzone pois se torna um mismatch contra recebedores altos.

Quin Blanding – Virginia
Número: 3
Peso: 93 kgs Altura:1,88

Um dos 5 melhores prospectos do país na sua classe de recrutamento (que tinha a sua frente Leonard Fournette, Jabril Peppers, entre outros), Quin Blanding retorna para sua última temporada pelos Cavaliers de Virginia.
No ano passado em meio a uma defesa fraca, ele foi uma ilha de talento.Conseguiu incríveis 118 tackles, duas interceptações e 4 passes defletidos.
Tem capacidade enorme de identificar onde esta a bola e avançar com rapidez, sempre com tackles precisos e com bons ângulos. Cobre bem TE’s em cobertura mano a mano e sai rapidamente dos bloqueios,sendo acostumado a atuar próximo do box.
Não é tão veloz e se complica quando tem que alinhar contra algum WR mais rápido.

Godwin Igwebuike – Northwestern
Número: 16
Peso: 92 kgs Altura:1,83

Vindo de Ohio, Godwin Igwebuike, retorna para seu senior year pela universidade de Northwestern. Em 2016 ele conseguiu 108 tackles,8 passes defletidos, 1 fumble forçado e duas interceptações sendo a última na redzone contra Pittsburgh no Pinstripe Bowl, que sua equipe venceu.
Trata-se de um verdadeiro hitter, um jogador elétrico que parece estar em todas posições do campo, com boa velocidade e agressividade.
Tem bons fundamentos em tackles, mas ainda peca um pouco na saída de bloqueios.
Joga bem cobrindo zone, mas pode marcar em man sem maiores problemas. Sofre contra recebedores grandes e por cair muitas vezes em play actions.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here